Terça, 26 Julho 2016 17:58

Quero ser um gerente da felicidade

  • Print
  • Email
Gerente de la felicidad

Ser feliz no trabalho é possível sim, amar o que fazemos surge quando gostamos do que fazemos.

Nesse objetivo também intervêm o ambiente onde trabalhamos, e agora existe uma figura que começou a ser tendência em companhias como Open English ou BancoEstado de Chile. Mas o que realmente faz um gerente da felicidade? O que falta para ser um?

Um colaborador feliz é mais produtivo, e para conseguir ser um é necessário uma liderança enfocada em que as coisas funcionem bem, tanto para a companhia como para os colaboradores. A seguir lhe mostraremos uma simulação de currículo de como acreditamos que deveria ser um gerente da felicidade, é importante ressaltar que não se trata de títulos ou de profissões, e sim como se trabalha para fazer as companhias mais produtivas e climas laborais mais saudáveis.

Currículo de um Gerente da Felicidade

Foto-HV


Dados pessoais:
Feliciano Bom-dia Gomes
31 anos

Perfil profissional:
Sou um profissional extrovertido, amável e honesto ao me relacionar com os meus companheiros de trabalho. Me sinto orgulho do meu trabalho e sei reconhecer o trabalho dos demais, e estou muito interessado em dar às pessoas que me rodeiam um clima laboral saudável. Gosto de falar mas também de escutar, trabalho em equipe, estimulo os meus companheiros a serem melhores por meio da minha liderança, e gosto de ter claro o impacto do meu papel na companhia onde trabalho. Desfruto bastante do meu trabalho e também que os que me rodeiam sempre se sintam bem.

Estudos:

Ensino médio
Colégio A Alegria de Aprender
2002

Psicólogo com ênfase na Identificação do Talento
Universidade do Talento
2007

Especialização no Desenvolvimento de Talentos
Universidade do Talento
2010

Mestrado em felicidade
Universidade do Talento
2010

Curso em Reconhecimento do Talento dos Outros
2011

Seminário: Levar a Felicidade ao Trabalho
2012

Experiência:
  • Assistente da harmonia laboral 2005 - 2007
  • Analista reconhecedor de talento 2007 - 2009
  • Diretor desenvolvedor de potencial 2009 - 2013
  • Gerente da felicidade 2013 - actualidad

Idiomas:
  • Gentileza nativo.
  • Boa atitude língua aprendida, com grande habilidade de escuta.

Habilidades e competências laborais:
Comunicativo, elogiador, estimulador, adorador do talento natural, boa atitude, respeitoso.

Um gerente da felicidade busca que os colaboradores não queiram ir-se, e isso se consegue a partir da compreensão emocional, de ser acessível aos demais e de levar em conta as opiniões das pessoas que fazem parte de uma companhia. Mesmo que não se possa garantir a felicidade das pessoas, pode-se trabalhar em modelos de RH que os levem a se sentirem cômodos nos seus lugares de trabalho.
Read 272 times

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.